Herzog ensina a comer sapatos

20 de setembro de 2020

Nunca me esqueço de uma entrevista com o cineasta Werner Herzog, quando o jornalista lhe perguntou qual conselho daria para um jovem cineasta, ele respondeu: “Leia, leia, leia, leia, leia. Aqueles que lêem são donos do mundo.”

Não preciso nem dizer o quanto concordo com sua resposta. O conselho de Herzog amplia o benefício da leitura aos diretores de cinema e é claro que o mesmo serve para qualquer tipo de artista, qualquer tipo de profissão, qualquer tipo de pessoa.

Leia. Ler é primordial para a expansão interna dos nossos sentidos e experiências, fatores que devem ser fundamentais para um artista.

A resposta completa:

“Leia, leia, leia, leia, leia. Aqueles que lêem são donos do mundo; aqueles que mergulham na internet ou assistem televisão demais, perdem o mundo. Se você não ler, nunca será um cineasta. Nossa civilização está sofrendo feridas profundas por causa do abandono generalizado da leitura na sociedade contemporânea.”

Lembrei disso ao assistir a masteclass “A meeting with Werner Herzog”, onde ele também ensina coisas práticas e “mais importantes” do que livros sobre cinema e cursos de cinema.

Se você quer ser cineasta:

1) é preciso saber como arrombar um carro

2) falsificar documentos

3) comer sapatos

Todas as histórias que ele conta nessas duas horas de aula são fascinantes. Ele confessa que coleta sons. Ele acorda bem cedo e com um pequeno microfone capta sons que pode acabar usando em seus filmes. Entre outras coisas, Herzog fala: “é preciso de tempo para pensar sobre o impensável.”

A masterclass está disponível no Youtube e com legenda em português.